Inventário UFSC 2017

Seja bem-vindo(a)! Nesta página, você encontrará informações e documentos relacionados ao processo de inventário dos bens móveis da UFSC, competência 2017. Esta página é atualizada com frequência, portanto, não deixe de acessá-la regularmente.

 

 


Priorizaremos os atendimentos via portal de chamados:

   atendimento.dgp.proad.ufsc.br

 


 

  VÍDEO DA CAMPANHA

Assista ao vídeo de lançamento do Inventário UFSC 2017:



   CRONOGRAMA

Acompanhe as datas das principais atividades relacionadas ao inventário deste ano.


 


  MANUAIS DE APOIO

Manuais de instrução e apoio para o processo de inventário UFSC 2017.


CONJUNTO DE MANUAIS EM POWER POINT, COM ÍNDICES DE ACESSO RÁPIDO E TELAS INTERATIVAS:

 

 

 

 

MANUAIS EM TEXTO, NO FORMATO PDF PARA QUEM NÃO TIVER ACESSO AO PACOTE OFFICE:

    

   

 

VÍDEO MOTIVACIONAL E MANUAIS DE APOIO:

Vídeo motivacional da campanha.

Manual de Procedimentos Gerais

Manual de Atualização de Espaços e Uso do Sistema SIEF

Manual de Coleta e Lançamento de Dados no SIP

 


  PUBLICAÇÕES ÚTEIS

Informações úteis e comunicados relacionados ao inventário de 2017.


 

 

 

 


 

 

 

 


 

 

 

 



 


FORMULÁRIOS E PLANILHAS

Consulte e baixe o material de apoio para a realização dos trabalhos de inventário.


 

 

 

 






 


  NOTA! PORTARIA COMISSÕES


Em virtude de várias demandas, informamos que a data para preenchimento no artigo 2º do modelo de portaria de designação das comissões de inventário fica a critério do agente patrimonial nato, respeitados os demais prazos do cronograma.

O sistema SIP estará liberado para as comissões até o dia 3/11. Depois dessa data, o DGP precisa encaminhar, junto com a SeTIC, o processamento de todos os lançamentos. Enquanto isso, as comissões e o agente nato finalizam os trabalhos envolvendo a documentação gerada no levantamento físico dos bens (planilhas, relatórios e processo digital). Pelo cronograma, o agente nato terá o período de 01/12 a 15/12 para instruir o processo, que será pré-cadastrado e encaminhado pelo DGP. Desse modo, ficará a critério do agente patrimonial nato estabelecer na portaria a data de término dos trabalhos da comissão pós 3/11, para que ele possa analisar os trabalhos em seu tempo e retornar o processo ao DGP dentro do prazo. Informações mais detalhadas serão disponibilizadas em breve nos manuais de instrução.

Lembramos que, neste ano, foi necessário implementar o relatório da comissão, que deverá ser encaminhado junto com os demais documentos, no processo, dando maior transparência e credibilidade ao trabalho das comissões, além de subsidiar com dados o planejamento do processo para os próximos exercícios. Nesse sentido, recomenda-se que essa atividade seja considerada no prazo concedido às comissões para que estas, após 3/11, tenham um período para finalizar o relatório (o modelo será disponibilizado na página do inventário, conforme planejamento das atividades).